O RAIZ através do seu projeto Floresta do Saber lança Guia de Campo sobre o Eucalipto

O RAIZ através do seu projeto Floresta do Saber lançou recentemente um novo guia de campo intitulado “Eucaliptos mais comuns em Portugal”. Este é um guia sobre a identificação das espécies mais comuns de eucaliptos (Eucalyptus e Corymbia) em Portugal e que segue o design do guia anteriormente lançado, Aves comuns da Quinta de S. Francisco. É especialmente dirigido a técnicos de campo, especialistas em conservação, botânicos ou simples curiosos, que queiram identificar a imensa diversidade deste género existente em Portugal.

Apesar da introdução do género ter sido apenas efetuada em 1829, mais de 200 espécies, variedades e híbridos foram introduzidos no nosso pais em matas nacionais, quintas privadas, arboretos, jardins botânicos e parques públicos. A elevada diversidade, com muitas espécies, variedades e híbridos e a conhecida complexidade taxonómica dos eucaliptos que dificultam a identificação de algumas espécies menos comuns, serviu de mote a este trabalho. Este guia resultou do trabalho de campo dos técnicos do RAIZ, a várias Matas Nacionais (Vale de Canas, Buçaco, Choupal, Escaroupim, etc.), bem como a diversos arboretos (Jardim Botânico de Coimbra, Jardim Botânico Tropical de Lisboa, etc.) e áreas de produção de Norte a Sul do país.

É bom recordar que não havia em Portugal publicação semelhante desde o inovador trabalho do engenheiro Florestal Ernesto Goes, Os Eucaliptos (Identificação e monografia de 121 espécies existentes em Portugal), que já data de 1985. Em 2006 o RAIZ publicou o livro, Eucaliptos Centenários da Quinta de São Francisco, que aborda apenas algumas espécies existentes na Quinta de São Francisco, muitas das quais de pequena expressividade a nível nacional.

Seguindo a inspiração de E. Goes e do livro de 2006, o guia Eucaliptos mais comuns em Portugal, adota o formato de guia de campo e centra-se em apenas 50 espécies de eucaliptos mais comuns em Portugal (presentes numa chave dicotómica) e 24 fichas de espécie (com descrição e fotos) para as espécies mais frequentes. O novo guia, pretende acima de tudo, ser uma ferramenta que contribua para a gestão e conservação de muitos exemplares de espécies raras, alguns de porte monumental, que se encontram por este pais fora. 

Este guia pode ser consultado digitalmente (e fazer o download) na página da Floresta do Saber em: https://florestadosaber.pt/biblioteca-digital/. Versões em tamanho real e em papel impermeabilizado, poderão ser obtidas, mediante pedido e visita à Floresta do Saber, na Quinta de São Francisco. 

Se achou este artigo interessante, partilhe-o.